Glass bottles of beer with glass and ice on dark background

Entenda a importância da água para a fabricação de cerveja

Chegar na qualidade ideal da água faz toda a diferença para o estilo desejado

 

A cerveja é a queridinha das bebidas no Brasil, o país está entre os que mais consomem cerveja no mundo. O que quase ninguém lembra é que mais de 90% de sua composição é de água. Por isso é preciso entender a importância da água para a fabricação da bebida.

A água precisa de uma atenção especial para que os outros ingredientes das cervejas atinjam o sabor desejado para cada estilo. Ela é a base da fermentação e terá um grande impacto no produto final, principalmente quando todo o processo utiliza ingredientes de qualidade.

É aí que entra o tratamento de água, um passo importante para conquistar o resultado almejado. É ele que remove bactérias, alguns tipos de vírus e outros microrganismos. Além de corrigir cor, sabor e odor.

 

Conheça os serviços de tratamento de água

 

A fabricação de cervejas especiais vem ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro. Ela pode ser feita de forma industrial ou artesanal e, independente da categoria de atuação, a expertise da Acquamáxima traz soluções.

Um dos pontos que faz toda a diferença é se a água é mole ou dura. A grosso modo, a água dura possui mais minerais. Pela soma dos íons de bicarbonato + cálcio + magnésio, chega-se ao índice de dureza da água, em ppm (partes por milhão):

  • 0 – 50 ppm: água mole
  • 51 -110 ppm: água “média”
  • 111 – 200 ppm: água dura
  • 200+ ppm: água superdura

 

A água dura possui um pH mais alto e é indicada para a produção de cervejas escuras. A adição de grãos caramelizados, tostados e/ou torrados, o pH tende a diminuir bastante, o que permite um bom equilíbrio. A água mole, por sua vez, é ideal para a fabricação de cerveja mais claras, como a pilsen – a mais consumida no Brasil.

 

Os tipos de tratamento

Entendendo a importância da água, chegar ao ponto ideal para cada cerveja exige tipos diferentes de tratamentos. Se utilizar um único sistema de filtros, terá um tipo de água; se usar a osmose reversa, por exemplo, sairão três tipos: a água filtrada, a água passada pela osmose e o descarte da osmose.

A Acquamáxima possui diferentes sistemas para as cervejarias buscarem sua água ideal, sejam industriais ou artesanais. São eles:

 

Abrandamento

Abrandadores removem os sais de cálcio e magnésio, diminuindo a dureza da água. Eles são dotados de resina de troca iônica (catiônica), que promovem a substituição do cálcio e magnésio por sódio.

 

Ultrafiltração

Os sistemas de ultrafiltração utilizam membranas que retêm partículas seletivamente dos sólidos suspensos. Produzem água de melhor qualidade ocupando menos espaço e consumindo menos energia que os sistemas de tratamento convencional. Todos os projetos são customizados de acordo com a necessidade do cliente.

 

Tratamento de água

Projetadas conforme a necessidade do cliente, as estações de tratamento de água são extremamente flexíveis e eficientes para o tratamento. Atendem a variadas demandas de forma automatizada e com alto padrão de confiabilidade.

 

Osmose reversa

A osmose reversa divide o volume de água de entrada para duas saídas diferentes: uma com 10% dos minerais e outra saída com mais de 200% de concentração de minerais da água de entrada. A terceira água é a descartada – para remover os minerais da água, a osmose descarta de 40 a 50% do volume de entrada.

 

Reúso de efluentes

É o processo de utilização da água por mais de uma vez, para o mesmo ou outro fim. Ele é pensado a partir da importância da água e de seu uso consciente. Pode ser utilizado em várias etapas da produção da cerveja, diminuindo os gastos.

 

Veja nossos sistemas voltados para a indústria de bebidas e cervejarias. Se quiser mais informações, entre em contato.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *